quarta-feira, fevereiro 15, 2017

Nenhuma Alegria Maior

"Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se". (Lucas 15:7)

Não sei de alegria maior nesta terra, além da de ser cristão, do que a de levar alguém a Cristo. Ela é inacreditavelmente grande. Jesus disse que há alegria no céu por um único pecador que se arrepende (Lucas 15:7). Pense nisso: um só pecador. Os céus irrompem por uma só pessoa. Quer dizer que há muito aplauso nos céus cada vez que alguém crê. Esse é o coração de Deus - e deve ser o nosso também.

Se sou um discípulo verdadeiro, faço de outras pessoas discípulos — efetivamente me replico. Isso nos leva àquilo que Jesus disse: Vão a todo o mundo e preguem o evangelho (ver Mateus 28:19-20).

Como você está nesse aspecto? Você está indo a todo o seu mundo e pregando o evangelho? Está fazendo discípulos? Novos crentes precisam de você, e você precisa deles. E, como eu já disse várias vezes, temos uma escolha a fazer: evangelizar ou fossilizar. Se não tomarmos o que Deus nos deu e compartilharmos com outros, podemos de fato chegar a um estado de estagnação.

Podemos receber a Palavra de Deus e, se não fizermos nada com ela, ficar letárgicos e até lerdos. Não precisamos necessariamente de mais comida. Precisamos fazer algo com ela. Fomos abençoados para sermos uma bênção. Recebemos dela e devemos compartilhá-la. E à medida que repartimos essas verdades com outros, isso nos energiza.

Pode parecer uma tarefa intimidante, mas quando Jesus comissionou os seus discípulos a irem a todo o mundo, Ele também prometeu dar-lhes o poder para fazê-lo. Esse poder foi derramado no dia de Pentecostes e a igreja foi posta em movimento. E aquele mesmo poder que começou na igreja no Pentecostes está disponível para nós hoje.
terça-feira, fevereiro 14, 2017

Você é Um Discípulo?

"Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:33)

Você é um discípulo? Só por ser Cristão não significa que você seja um discípulo. Todo discípulo crê em Jesus, mas nem todo aquele que crê é um discípulo.

Jesus nos deu a definição de um discípulo em Lucas 14. Três vezes nessa passagem Ele disse que, se não fizermos essas coisas, não poderemos ser seus discípulos.

Primeiro, Jesus disse: "Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:26) Ele está dizendo que o seu amor por Deus deve ser tão grande e tão intenso que todos os outros amores serão menores do que esse.

Segundo, Ele falou: "E aquele que não carrega a sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:27). Se você quiser viver sua vida ao máximo, então deve negar a si mesmo e colocar Cristo à frente. Você pega todos os seus objetivos, desejos, sonhos e aspirações e os apresenta a Deus. E então você descobrirá que os planos de Deus para você são sempre os melhores.

Finalmente, Jesus disse: "Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la?" (Lucas 14:28) "Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:33). Você deve calcular o preço de seguir Jesus. Sim, há um custo em seguir Jesus. Mas há um custo maior em não segui-lo.

Jesus nos chamou a sair e fazer discípulos (Mateus 28:19), mas é necessário ser primeiramente um, para poder fazer outros.
segunda-feira, fevereiro 13, 2017

Um Sinal dos Tempos

"Antes de tudo saibam que, nos últimos dias, surgirão escarnecedores zombando e seguindo suas próprias paixões. Eles dirão: 'O que houve com a promessa da sua vinda? Desde que os antepassados morreram, tudo continua como desde o princípio da criação'." (2 Pedro 3:3-4)

Um tempo atrás, fui convidado a um programa de rádio onde um professor também estava sendo entrevistado. O professor estava desafiando minha crença de que Jesus Cristo estava voltando. Então eu disse: "Bem, senhor, creio que você seja realmente um cumprimento da profecia bíblica".

Ele queria saber por que eu pensava isso.

Então li estes versículos de 2 Pedro 3:3-4: "Antes de tudo saibam que, nos últimos dias, surgirão escarnecedores zombando e seguindo suas próprias paixões. Eles dirão: 'O que houve com a promessa da sua vinda? Desde que os antepassados morreram, tudo continua como desde o princípio da criação'." Um dos sinais dos tempos é que as pessoas dizem que não há como sermos a geração que verá a vinda do Senhor.

Lemos em 1 Tessalonicenses 5:2-3, "pois vocês mesmos sabem perfeitamente que o dia do Senhor virá como ladrão à noite. Quando disserem: 'Paz e segurança', então, de repente, a destruição virá sobre eles, como dores à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão."

Sei que as pessoas boas diferem sobre este tópico. Tenho até hoje amigos no ministério que não concordam comigo. Eu nunca iria romper comunhão com alguém sobre uma visão diferente sobre a ordem dos eventos do fim dos tempos.

Mas sobre isso devemos concordar: Devemos concordar que Jesus Cristo vai voltar. Isso é claramente ensinado na Bíblia, e nenhum cristão que creia na Bíblia duvidaria dessa verdade.

Um terço da Bíblia fala sobre o tema da profecia ou eventos do fim dos tempos.
E, se isso é importante para Deus, deve ser importante para nós também.
quarta-feira, fevereiro 08, 2017

A boa nova

"Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho" (Gálatas 1:6)

A palavra "evangelho" significa "boa notícia." E para uma pessoa apreciar plenamente a Boa Notícia, ela precisa antes saber a má notícia.

A má notícia é que somos pecadores. Quebramos os mandamentos de Deus. Ficamos aquém dos padrões dEle. E não há nada que possamos fazer para corrigir isso. Todas as boas obras no mundo não vão compensar isso.

Mas a boa notícia é que Jesus Cristo, o Filho de Deus, morreu na cruz por nós e absorveu a ira de Deus, pagou por nossos pecados e ressuscitou dentre os mortos. E se a partir disso vamos livremente abandonar nossos pecados e segui-Lo, poderemos ser perdoados. Essa é a boa notícia. Essa é a mensagem que devemos proclamar ao mundo.

Entretanto, isso não está acontecendo tanto quanto deveria. Há algumas pessoas na igreja hoje que nos dizem que devemos pregar um evangelho holístico, que é a noção de que não se trata apenas de falar às pessoas sobre Jesus, mas sobre outras coisas. Sobre fazer boas obras para as pessoas. Sobre moldá-los para que sejam seguidores de Jesus. Uma definição de um evangelho holístico seria: viver "na comunidade para a criação de Deus", o que inclui questões como a poluição e o desmatamento.

Sério? Então nossa mensagem agora é tentar parar a poluição e não cortar tantas árvores?
Não, esse não é o evangelho. O evangelho é a mensagem da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos. Qualquer coisa diferente disso é uma distração. E se não formos capazes de reconhecer isso, estamos perdendo pontos. As pessoas precisam de Jesus Cristo e elas precisam se voltar para Ele. Essa é a mensagem da igreja. Essa é a mensagem que estamos aqui para proclamar.
terça-feira, fevereiro 07, 2017

O que os novos cristãos precisam

"Então Ananias foi, entrou na casa, impôs as mãos sobre Saulo e disse: 'Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que lhe apareceu no caminho por onde você vinha, enviou-me para que você volte a ver e seja cheio do Espírito Santo'." (Atos 9:17)

Após a conversão de Saulo, houve grande dúvida entre os cristãos do primeiro século se ele tinha realmente se tornado um cristão. Eles pensaram que era algum tipo de armadilha para se infiltrar entre eles. É difícil compreendermos o quanto Saulo de Tarso era notório. Ele era um assassino de cristãos. Ele caçou seguidores de Jesus, torturou-os e até mesmo levou alguns deles à morte. 

Seria como ouvir que um dos ateus mais renomados do nosso tempo pôs a sua fé em Cristo. Não faria sentido. É possível? Claro que é. Com Deus, todas as coisas são possíveis. Mas quando os cristãos ouviram que Saulo tinha se tornado um cristão, muitos deles duvidaram e acharam que fosse uma armadilha.

Mas Deus fez um homem chamado Ananias ir até Saulo, orar por ele e ajudá-lo naquele momento muito crítico e de transição após o seu compromisso com Cristo. E, mais tarde, Deus trouxe um homem chamado Barnabé para introduzir Saulo aos outros cristãos. Isso tudo resultou na mudança de nome de Saulo, tornando-se o amado apóstolo Paulo. 

Os novos cristãos precisam de companheirismo. Algumas coisas são ensinadas e outras são aprendidas. Há um limite sobre o que eu ou qualquer outro pastor possa fazer a partir do púlpito de uma igreja. Os novos cristãos precisam ver um exemplo vivo do que é um cristão. O que os cristãos fazem em seu tempo livre? Como os cristãos tratam-se uns aos outros? Os novos cristãos precisam estar por aí, no mundo real com você, vendo como tudo isso se desenrola.

Muitos de nós gostaríamos de ser um Paulo, mas estamos dispostos a ser um Ananias? Ou um Barnabé? Você está disposto a ser amigo de um novo cristão?
segunda-feira, fevereiro 06, 2017

Inegavel

"E disseram: 'Senhor, lembramos que, enquanto ainda estava vivo, aquele impostor disse: ‘Depois de três dias ressuscitarei’. Ordena, pois, que o sepulcro dele seja guardado até o terceiro dia' [...]" (Mateus 27:63-64)

Quando Jesus foi crucificado, foi um grande choque para Seus discípulos. Eles esperavam que Ele estabelecesse o Seu reino na terra. Em vez disso, Ele foi espancado e pendurado numa cruz romana. Eles escutaram com os próprios ouvidos as Suas palavras: "Está consumado". Então assistiram-no morrer diante de seus próprios olhos.

Pensaram que nunca mais O veriam novamente.

Mas quando Maria Madalena foi ao túmulo de manhã cedo, o túmulo estava vazio. Ela chamou por Pedro e João, que foram investigar, mas eles ainda não sabiam o que tinha ocorrido. Então o próprio Cristo apareceu a Maria, aos discípulos na sala do andar superior e aos discípulos com Tomé presente. Ele apareceu a Simão Pedro pessoalmente, aos dois discípulos na estrada para Emaús, e a 500 pessoas de uma só vez. Ele apareceu de novo para Pedro, Tiago e João no Mar da Galileia. Não havia como negar que Jesus estava vivo.

Ironicamente, parecia que os descrentes tinham mais fé em que Jesus fosse ressuscitar do que os crentes. Em Mateus 27:63-64, encontramos os descrentes dizendo a Pilatos: "Senhor, lembramos que, enquanto ainda estava vivo, aquele impostor disse: ‘Depois de três dias ressuscitarei’. Ordena, pois, que o sepulcro dele seja guardado até o terceiro dia".

Não é interessante que os descrentes às vezes tenham uma ideia melhor do que nós acerca daquilo em que devemos crer? Você já foi enquadrado por um não-cristão? Algum não-cristão alguma vez já lhe chamou a atenção para o fato de que você não estava agindo como um seguidor de Jesus?

Os descrentes criam que Jesus pudesse ressuscitar. Puseram um vigia em Seu túmulo. Mas Seus próprios seguidores não acreditaram. Entretanto, Ele estava vivo. Eles não puderam negar o que sabiam ser verdade. E isso transformou as suas vidas.
sábado, fevereiro 04, 2017

Uma versão atualizada de você!


"Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é." (1 João 3:2)



Existe alguma confusão entre os cristãos quanto ao como os nossos corpos serão no céu. Dois terços dos americanos que acreditam na ressurreição dos mortos também acreditam que eles não terão corpos depois da ressurreição. Mas não é exatamente assim. Nós teremos corpos reais.

A ressurreição de Jesus me assegura que eu receberei um novo corpo assim como o Dele. O apóstolo João escreveu: "Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é." (1 João 3:2)

Quando Jesus ressuscitou dos mortos, estava Ele em um corpo real? Sim, era um corpo real. Lembre-se, Ele apareceu a Tomé e essencialmente disse: "Coloque o seu dedo aqui; veja as minhas mãos. Estenda a mão e coloque-a no meu lado" (veja João 20:27). Jesus comeu um pedaço de peixe também. E isso é uma ação bem física.

Certo, Jesus poderia fazer algumas coisas legais, como aparecer em uma sala sem usar uma porta. E Ele também podia ascender ao céu. "Bem, como Ele conseguia fazer isso?" você pode perguntar. Eu não sei. Mas nossos corpos serão como o Seu no estado ressuscitado.

Jó disse, "E depois de consumida a minha pele, contudo ainda em minha carne verei a Deus," (Jó 19:26).

Quando você chegar ao céu, ainda será você, mas uma versão atualizada de você. Você vai ser você, aperfeiçoado - não falho. A minha e a sua personalidade ainda estarão intactas, sem as tendências pecaminosas. E então, quando voltarmos à terra em nossos novos corpos, governaremos e reinaremos com Cristo. Isto tudo por causa da ressurreição de Jesus.